Aniversariantes
Enquete

O Inter acerta em colocar time alternativo contra o NH?

Apuração

Carregando ... Carregando ...

Arquivo da categoria ‘Notícias Anteriores’

Nem os colorados acreditavam

Neste início de Libertadores o Grêmio surpreende o Brasil. Nem os colorados acreditavam no empate gremista   com o Central e na derrota, na ARENA, para o Libertad. Foram dois vexames. No primeiro jogo, que foi fora de casa, o presidente Romildo Bolzan ainda tentou vacinar ao afirmar que empate fora de casa é bom resultado. Já expliquei, que depende do empate e no caso do Central foram dois pontos perdidos. No primeiro jogo a equipe produziu oportunidades de gols e foi superior, pelo menos em um período do jogo, mas contra o Libertad foi deprimente. Faltou “elan” e no meu entender a equipe foi mal escalada.   Pelas entrevistas pós jogo o vestiário gremista revelou que não soube o que aconteceu, pois explicou o insucesso pelo imponderável. Marinho não pode ser titular e Matheus Henrique não pode perder a posição para o Michel. Já o Luan precisa resolver os seus problemas físicos, se é que existem.

Neilton ou Potker

O técnico Odair Hellmann é criticado ou era por não aproveitar Neilton no ataque do Inter. A reivindicação dos torcedores e de boa parte da imprensa é ou era em detrimento de Potker. Após o jogo de hoje não ouvi esta critica ao treinador. Teria Neilton jogado mal e desapontado os seus defensores. Repito, na Libertadores não é aconselhável escalar jogador pequeno.  Odair tem razão.

Conceito de formação na base

Toda vez que ouço  explicação sobre o sucesso do trabalho em categoria de base sinto calafrio. Os catedráticos omitem que a categoria de base compreende  atletas com iniciação e conclusão na base do clube. Os atletas que são comprados e outros dispensados e recomprados pertencem a categoria transição. Atleta formado na base é aquele que o clube formador – sem rateio com outro – recebe os Direitos de Formação. Os cartolas em busca do sucesso, quando possível creditam para a base os atletas que são comprados ou recomprados. Estes são semi prontos. As compras e recompras é que tornam os orçamentos inviáveis.

O entuiasmo gremista

Os torcedores gremistas, com justa razão, estão entusiasmados com os desempenhos dos titulares e reservas. No jogo contra o Central ficou claro que a goleada não veio porque o Felipe Vizeu perdeu quatro gols e o Everton perdeu um. No campeonato Gaúcho os desempenhos de titulares e reservas são irrepreensíveis. O entusiasmo gremista induz aos torcedores avaliarem que os reservas do Grêmio são melhores que os titulares do Internacional. É um exagero. Titular é titular e reserva procura um lugar na equipe principal.

Marinho Saldanha faz observação pertinente

O Marinho Saldanha é um extraordinário repórter e como tal faz observações sempre pertinentes. Ele destaca em seu twitter @marinhosaldanha o aproveitamento que Odair Hellmann dispensa para os meninos da Base do Internacional. Concordo com o Marinho, porém ressalto, as mudanças  passam por indicações de aproveitamento dos meninos,  após as alterações profundas – na referida base – realizadas pelo diretor executivo Rodrigo Caetano. Fico feliz com a constatação do Marinho e o resultado prático obtido, pois sempre preconizei a alteração de comando na base colorada.

Grêmio perdeu muitos gols

O sentimento é geral de que o Grêmio é um dos candidatos ao título da Libertadores, mas contra o Central deixou  a desejar. Perdeu muitos gols feitos, como se afirma na gíria do futebol. Vizeu perdeu quatro gols e Everton no mínimo mais um. Este rápido retrospecto permite afirmar que nem sempre empatar fora de casa é bom. A vacina do presidente Romildo Bolzan não foi eficaz. Apesar da superioridade alguns atletas importantes renderam menos que o esperado. Maicon e Luan, importantíssimos na equipe, foram discretos.