Anniversaires
Sondage

Você acredita que o Inter se organiza em 2018?

Détermination

Carregando ... Chargement ...

Desprezo o servilismo cabestreado

Reconheço que sou crítico. Esta postura é o resultado de conhecer o futebol por dentro. Eu não sou nada modesto. Quem me acompanha sabe que esta última frase é dispensável. Os neófitos tentam me rotular ou responder, mas quem vive o meio do futebol não me rotula, nem tenta me responder ou  desmentir. Tenho desprezo pelos analfabetos funcionais. Aliás, não tenta me desmentir quem eu afirmo que éVigário José Ináciocomo diria o saudoso Cláudio Cabral, porque sabe que  a verdade está comigo. Este é um recado aos trouxas que me enviam mensagens agressivas, tentando justificar a postura de quem fica quieto porque sabem que eu sei muito. Repito mensagens decabestreadoseu mando para a lixeira.

4 Comentários paraDesprezo o servilismo cabestreado

  • FELIPE ESTEVES ces:

    Darci, o seu jeito, estilo, conhecimento, e as vezes falta de educação não me incomoda, mas quando usa esse espaço para darletra”, ou mandar recado, não me agrada
    Falo isso porque em certos post tenho certeza que não só eu como outros ficamos sem entender nada, pois parece que escreve diretamente para os críticos, ou “esse” ou “aquele”, e não para o público em geral
    Mas de qualquer forma gosto do blog, tem algumas matérias muito boa, acompanho sempre que posso
    E na rádio és muito bom
    Espero que interprete essa mensagem dá melhor maneira possível

  • Darci Fils ces:

    Obrigado Felipe. Quando entender que sou indireto, por favor, pergunte. Étreinte.

  • fabio daniel ces:

    Darci! Sei que és muito bem informado, tens ótimas fontes e sempre faz uma leitura peculiar dos fatoso que te torna único e longevo na crônica esportiva. Mas te pergunto: O que são fontesNa minha opinião é alguém que não quer aparecer eusao repórter, que afinal precisa aparecer pois repórter sem informação perece, para levar adiante suas expectativas, frustrações ou ambições políticas no clube! Essa relação que antes ficava no imaginário do ouvinte das Rádios hoje me parece meio promíscua com o advento das redes sociais!! à “fontes” “sebanalizaram!!! E muita gente boa entrou nessa roubada!!!! Uma pena!!!!

  • darcifilho ces:

    Fábio. Tens boa parte de razão. Nós precisamos diferenciar fonte de informante. Fonte é uma instituição séria. Informante é o agente que por vezes sabe e outras cria situações para aparecer. Quem tenta usar o repórter, tenta ser esperto e aí entra a seriedade e os critérios do repórter. Para que tenhas ideia, quando estou em um programa aviso que assuntos do intervalo o ouvinte tem que saber. Relatei aqui, não sei se lembras, antes de iniciar uma entrevista com o presidente Romildo, ele ponderou que iria abordar um assunto, mas que eu não poderia levar para o ar. Agradeci e fiquei sem a sua confissão. Agindo assim evito ser usado e todos sabem que se necessário eu revelo a origem da notícia. Quanto as redes sociais só me relaciono e troco ideia com quem não pensa em competir com a informação. Gostei do papo. Étreinte.

Discuter

*