Aniversariantes
Enquete

Odair Hellmann deve permanecer no Inter para 2019?

Apuração

Carregando ... Carregando ...

Oito no Departamento Médico

Um momento! A informação de que o Grêmio tem oito atletas entregues ao departamento médico não pode ser simplesmente comunicada. É necessário que se apure a “virose”. Não há “epidemia de caxumba.” Este fato tem causa e efeito. Repito o que escrevo e digo desde o início do ano. A pré temporada permitiu férias regulamentares para todos.  Houve pré temporada. As viagens foram realizadas com a logística desejada pelo departamento de futebol. Voos especiais e hotéis de luxo. Houve períodos de folgas bem definidos. Não houve acúmulos de jogos para os atletas. O Grêmio colocou em campos três equipes nas competições que participou. Diante do quadro me permito antever que na volta das pequenas férias as lesões retornarão. O departamento médico do Grêmio poderia se manifestar antes que a casa caia sobre o Renato Carioca. É evidente que antes o Renato vai cobrar.

5 Comentários para “Oito no Departamento Médico”

  • Roger disse:

    Caro Darci, realmente parece estranho esse acúmulo de lesões no Grêmio. Mas ao menos o Renato ainda consegue montar o time e escalar jogadores bons para os jogos, alem disso o time vai conquistando vitórias estando no G4 do brasileirão e com boas chances na libertadores e na copa do Brasil. Em Agosto é o mês em que os torneios mais importantes serão decididos e a partir daí veremos se o Gremio realmente ganhará ainda mais títulos. Obrigado pelo espaço mestre Darci.

  • Cristiano Ferreira disse:

    Nas coletivas, o Renato fala que as lesões são normais e justifica pelo excesso de jogos.

    Na realidade, a direção é omissa.

    Os jogadores receberão 11 (onze) dias de folga. O Grêmio dará mais folga dos que outros clubes. Período em que os jogadores poderiam ser rigorosamente avaliados e treinados fisicamente para aguentar os jogos com menor risco de lesões.

    De qualquer modo, Renato reclama das longas viagens, mas a direção marca um amistoso contra o Corinthians em Cuiabá. Acho que ninguém consegue explicar o que não é perguntado pelos repórteres.

    O Grêmio já teve dentro de 30 (trinta) dias no ano de 2016, em dois jogos distintos, três jogadores saíram por lesões musculares em cada jogo e ninguém soube explicar. A única explicação foi de que era normal e isso acontece no futebol.

    Novamente, uma série de lesões começam a aparecer e ninguém explica.

    Allison, que é reserva imediato,fez a pré-temporada com o time de transição. Era jogador usado mais no segundo tempo.

    Nos anos de 1994-1996, não aconteciam tantas lesões musculares. Haviam jogos quarta-domingo, viagens longas, grupo reduzido e pouco rodízio entre os jogadores. O Grêmio chegou a ter três jogos no mesmo dia. O acúmulo de jogos e competições era o mesmo.

    Está faltando alguém perguntar diretamente para obter uma resposta. Para apertar os dirigentes e profissionais.

  • Darci Filho disse:

    Roger, a tua participação é importante.

  • Rafael Unger disse:

    O que chama a atenção é a demora na recuperação dos jogadores e a recaída nas lesões…será um problema somente da preparação física? Darci, o DM do Gremio continua com profissionais qualificados e atualizados nas melhores práticas da medicina? Qual sua analise para o número elevado de lesões? O preparador Fisico é fraco em sua opiniao?

  • Darci Filho disse:

    Rafael, entendo que é um conjunto de equívocos. Já escrevi que falta de treinamento, também provoca lesão. Escolher um me parece muito superficial.

Comentar

*