Aniversariantes
Enquete

Quem é o melhor presidente?

Apuração

Carregando ... Carregando ...

Futebol perdendo a referência

Futebol deixa de ser referência popular quando o treinador da Seleção Brasileira diz que não mistura futebol com política e é cabo eleitoral. O exemplo não pode ser seguido, quando um treinador Campeão da Libertadores entende que não pode trocar o futevôlei e o chope por conhecimento.

5 Comentários para “Futebol perdendo a referência”

  • Evilasio disse:

    Bah, Darci, mas um curso de treinadores organizado pela CBF não dá pra levar a sério …

  • Andre disse:

    Mas Darci, o cara tá de férias, nas tuas férias tu faz curso? Eu tb não faço! E nem por isso deixo de ser um bom profissional! Eu acho que tudo que o Renato fala ou faz vira mimimi da imprensa. Deixa o cara curtir as férias! Abraço!

  • Darci Filho disse:

    André, se o que o Renato faz enquanto cidadão é problema dele, esta é uma questão de classe. Ele é o único que não aceita e há pelo menos quatro ou cinco treinadores com mais qualificação do que ele, que estão integrados. Também não concordo com este curso, em que os mais famosos estão isentos e os demais pagam R$20 mil. Quanto ao fato de curtir férias em detrimento de cursos depende do interesse de cada um. Abraço.

  • Rafael Unger disse:

    Darci, não vou entrar no mérito da postura do Renato. Mas tudo me leva a crer que em 2019 não teremos serie B, Serie C e Serie D. Afinal, a CBF afirma que em competições organizadas por ela o curso será obrigatório.

  • Darci Filho disse:

    Rafael, todos os treinadores fizeram os cursos correspondentes. Não é novidade para os treinadores. Eu questiono o período das realizações; férias é uma instituição legal; a profissão de treinador de futebol não existe e outras obrigações pertinentes

Comentar

*